Simplesmente servo do Senhor Jesus Cristo!

Minha foto
GUARULHOS, SP, Brazil
"O vento sopra onde quer, ouves a sua voz, mas não sabes donde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito"(Jo 3.8).

terça-feira, 17 de agosto de 2010

O Significado da palavra Vaidade na Bíblia!






Muita confusão tem sido feita com relação a palavra "vaidade". Alguns, por desconhecerem o real significado desse termo na bíblia, o usam para defender a conservação de determinados costumes e fazer valer sua "opinião" a respeito do assunto. Afirmam que usar maquiagem e jóias, tingir e cuidar dos cabelos, gostar de se vestir com elegância e cuidar da estética do corpo são ações pecaminosas, pois essas coisas se constituem em "vaidades". Há, até quem incluia nessa classe de "pecado" o uso de bigode ( que é o resto da barba segundo o dicionário de português) ou barba, principalmente se esta for bem aparada ou bem trabalhada. É cláro que esse não é o único argumento usado para defender tais idéias. Geralmente, também se utiliza versiculos, que quando interpretado fora do seu contexto e desrespeitando-se as demais regras de interpretação da Bíblia, podem dar essa conotação. Entretanto, como " despenseiros de Deus" (1 cor:4:1-2), devemos ser fiéis a sua palavra, não interpretando um texto fora do contexto ou "espiritualizando" um texto afim de dar um sentido ao quer o autor sagrado escreveu. Não se pode dar um sentido ao que o autor escreveu! é nossa obrigação buscar o sentido que o autor tinha em mente quando escreveu!. A interpretação da escritura deve ser literal, ou seja, normal, sem "espiritualizações" ou distorções que ofuscam a verdade revelada de Deus. O fato de muita gente desconsiderar o contexto na interpretação da Bíblia ou de desrespeitar as demais regras de hermenêutica, não significa que seja uma prática correta!.
No processo de busca do verdadeiro significado de "vaidade" na Bíblia, se faz necessário descobrir quantas vezes o termo aparece no texto sagrado depois analisá-lo a partir das línguas originais (hebraico e grego), investigar seus respectivos contextos e qual o conjunto que possuía nos tempos antigos. Não é um caminho fácil, mas todo bom intérprete tem essa tarefa pela frente.

No Antigo Testamento (hebraico), "vaidade" vem de duas palavras, hebel (aparece 71 vezes) e shaw' (aparece 52 vezes). O significado básico de hebel é "vento", "oco", "sem sentido". E também usada para indicar o abandono ao Deus verdadeiro e a busca de ídolos que não podem satisfazer necessidade alguma, simplesmente pelo fato de não existirem. Quanto a palavra Shaw', é inquestionável que o sentido básico é o de "vacuidade".

Segundo o dicionário Internacional de teologia do Antigo Testamento, " O vocábulo designa tudo aquilo que é impalpável, irreal e sem valor, quer na esfera material quer na moral. É, por conseguinte, uma palavra que designa ídolos (sem valor). Salmos 24:4, pode, então, ser traduzido assim: " Aquele que não ergueu a mente a um ídolo". No novo Testamento (grego), mátaios é o termo que designa "vaidade". Ela e seus cognatos aparecem cerca de 14 vezes. Também significa "vazio", inútil, fútil, sem valor, incapaz" e não se refere a nenhuma proibição quanto ao uso de jóias, roupas, ou ornamentos.

Fica evidente, então, que "vaidade" na Bíblia refere-se á sopro algo vazio, sem sentido, algo que é transitório, que é efêmero. É " correr atrás do vento". è colocar esperança naquilo que é vão, perecivel. Quando o escritor de Eclesiastes 12;8 disse "vaidades de vaidades, diz o pregador, tudo é vaidade"., sua intenção era mostrar que a vida só vale apena quando é vivida a luz da eternidade! ao seu ver, o trabalho, a duração da vida, os bens materiais e tantas outras coisas não passam de vaidades, tudo passa, a vida so vale apena quando é vista da perspectiva da eternidade! a NVI traduziu com mais clareza esse versiculo "tudo sem sentido!, sem sentido!", diz o mestre. "Nada faz sentido!, nada faz sentido!" constata-se, assim, que nenhuma das ocorrências da palavra "vaidade" na Bíblia indica algo de proibitivo, mas simplesmente descreve o aspecto passageiro das coisas que existem "debaixo do sol".

Com essas noções em mente, pode-se concluir que costumes que não se chocam com principios Bíblicos não devem ser motivos de contenda e divisão no meio do povo de Deus, pois são regionais, mudam com o passar do tempo e, por não terem base Bíblicas, são negociaveis . Tanto os mas conservadores como os mais progressistas devem se amar e se respeitar mutuamente, agindo com flexibilidade onde a Bíblia permite a flexibilidade.
Certo escritor, sabiamente observa que:
- Moda, adornos, usos e costumes devem ser concebidos como valores culturais; não se constituem em valores espirituais em si mesmo; não fazem parte da lei moral de Deus.
- Não é negativa a abordagem Bíblica sobre a moda e sobre a utilização de adornos no corpo; a Bíblia esta repleta de passagens em que homens Santos e o próprio Deus participam em atividades de adorno.
- O conceito Evangélico-Brasileiro sobre "vaidade"não se coaduna com o significado desse termo, usado largamente como no Antigo como no Novo Testamento.
- As roupas masculinas e femininas podem perder, com o passar do tempo suas repercussões culturais iniciais e, consequentemente, deixar de ser um veiculo de indentificação da masculinidade ou da feminilidade de alguém.

Os trechos Bíblicos usados para combater o uso de adornos são comumente lidos de maneira incorreta. Como dito anteriormente, são tirados de seus respectivos contextos e adaptados para satisfazer o gosto pessoal. (não a vontade de Deus!) de determinados grupos ou lideres eclesiásticos. Tenhamos a coragem e a humildade de nos curvar diante da palavra de Deus e corrigir nossos conceitos, moldando-os conforme as Escrituras.

14 comentários:

  1. ola
    obrigado por seguir meu blog
    ja estou te seguindo.
    JB

    ResponderExcluir
  2. Prezado Luciano,

    A Paz!

    Entrei aqui para agradecer sua visita no meu blog, mas que surpresa: deparei-me com um excelente texto, equilibrado e um achado em pesquisa cheia de verdades inquestionáveis.

    Bravo!!!

    Estou seguindo seu blog, agradecido a Deus pelo início de nossa amizade (pelo menos na blogosfera).

    Abraço.
    No Amor de Cristo!
    pastorguedes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Olá! Amado Irmão Luciano, Graça e Paz...

    É isto ai irmão, a vaidade Bíblica repetida varias vezes em Eclesiastes, não significa, cuidados exagerados, costumes ou modismos, mas sim, que tudo debaixo do sol e passageiro, é temporal.
    Parabéns pelo seu blog, um excelente trabalho, e muito obrigado por visitar e está me seguindo.
    Deus abençoe ricamente a sua vida...

    ResponderExcluir
  4. Pastor Guedes, a paz! Obrigado pelo elogio, fiquei contente com sua visita e as palavras de incentivo, sei que vou aprender muito com o seu blog, um abraço! fica com Deus.

    ResponderExcluir
  5. Presb. Fabio, que bom ter opniões de pessoas assim como o senhor, muito obrigado. um abraço! que Deus também te abençõe ricamente.

    ResponderExcluir
  6. Quando o viver se torna CRISTO e o morrer é como um prêmio, já não se encontra razões para lutas. A vida passa!!! Consegue-se contemplar mais do que o visível, mais do que o palpável. Vive-se a certeza da ETERNIDADE, onde não existe “quereres”. São eles que fazem o sofrer do homem que vê a necessidade de supri-los.

    ResponderExcluir
  7. olá maria!

    Tens razão, muitos não "querem" entender isso.
    vivemos em mundo de "quereres" onde nada basta,
    estamos sempre queremos algo mais e esquecendo do viver em Cristo.

    fica com Deus.

    ResponderExcluir
  8. Olá !!!!!!!!! Estava anlisando as conversas e pude perceber que a realidade cristã é justamente isso ¨"viver em Cristo",más de fato, o problema é que as pessoas ainda estão apegadissímas as coisas terrestres.Podemos comparar também a cerca dos dons espirituais,muitos so querem os dons e ñao busca O doador dos mesmos "Espírito Santo de Deus"... Deus os abênçoe...

    ResponderExcluir
  9. VAIDADE=Todo trabalhador é digno do seu salário...porém muitos querem ajuntar tesouros neste plano esquecendo-se de SER e vivendo para TER

    ResponderExcluir
  10. ola eu sou joão um crente de Cristo não nominal nem denominal só cristão.
    excelente artigo esse que você escreve parabéns se todos cristão lesem


    ResponderExcluir
  11. Aqui fala,Mário 18 anos de Portugal, converti-me ao amor de Cristo a pouco tempo, esta a ler a Biblia e depois de ver a palavra "vaidade" escrita duas vezes na Sagrada Escritura e não a entendendo (sendo a segunda vez em Eclesiastes 3:19) decedi procurar por ajuda em "motor de busca", acabei por encontrar no inicio da lista este blogue que tenho completa certeza que foi bem escrito e preparado pelo seu esforço e inspirado pelo Espirito Santo. Deus já honra o seu trabalho!

    ResponderExcluir